Pular para o conteúdo principal

A ingrata associação de dinheiro à felicidade

Dia 9 de agosto de 2017, o chamado dia “D” por toda mídia, mídia esta que entregou todos os títulos possíveis desta temporada ao Palmeiras antes mesmo de dar a chance dos jogadores os disputarem. No Allianz Parque a torcida deu o maior show que a arena já pôde receber.

Em toda eliminação de campeonato sempre haverá erros assim como em toda conquista. O atual melhor jogador da América do Sul e o atacante destaque da última edição da Libertadores estavam no banco de reservas, Guerra por condições físicas e Borja por até hoje não se adaptar ao modo de jogo do Cuca, 2016 foi um ano de aprendizado para neste ano o time obter jogadores mais experientes, mesmo Jean e Zé (que seriam ótimas alternativas para possíveis penalidades) ficando no banco de reservas também por má condições físicas, alvez tenha faltado algum cuidado maior na preparação.

Falando da temporada, EB pensava em uma forma de marcação por zona e não perseguição como Cuca gosta, esta mudança de técnico até hoje é percebida quando o time recua e não consegue impor a pressão marcando no campo adversário, o “cucabol” ainda não funciona como gostaríamos.

Disputar sempre é sinônimo de acertar mais, só dinheiro não trará títulos ao Palmeiras mas sim juntamente a um elenco mais balanceado, sobraram atacantes para as pontas, faltou aquele atacante goleador no estilo Gabriel Jesus de movimentação, faltou laterais de maior qualidade e mais um meia experiente, já que perdemos Cleiton e Moisés por um bom tempo mas só tínhamos o Guerra.

Não existe obrigação de título mas sim de disputá-los, estamos no caminho certo. Agora não é a hora de procurar dentre o time e comissão técnica algum culpado, mas sim momento da diretoria repensar o trabalho porque ainda temos metade de um campeonato para disputar e no próximo ano estaremos de novo na Libertadores, assim como Copa BR, Paulista e Brasileiro e com chances de ganhar todos, AVANTI!

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Programa Rádio Palmeiras

Segunda, dia 21/01/2013, visitei o Programa Rádio Palmeiras, neste ano onde temos muitos desafios desde os bastidores até a torcida, discutimos possibilidades e direcionamentos que o clube deve tomar. Tivemos também a participação de Robinho Santos e a Alba da CIA dos livros, que nos cedeu 3 livros do goleiro Marcos para sortear. Ouça na íntegra o programa a seguir:

Veja fotos: (clique na imagem para ampliar)

Agradeço a equipe do programa que como sempre nos recebeu super bem, e adianto a vocês que teremos NOVAS PROMOÇÕES aqui no blog sobre livros de tecnologias, FIQUE ATENTO!

Papo com Roni #1

Nesta primeira edição de 2010 com o "Papo com Roni", bati um papo muito legal com um cara que fez a sonora mais emocionante que conhecemos do nosso hino, Marcos Kleine!
"Fui o primeiro baterista do Viper (famosa banda de Heavy Metal dos anos 90), mas essa empreitada durou pouco, não tinha espaço e nem condições financeiras para comprar uma bateria"

NOME COMPLETO : Marcos Kleine  IDADE :40 NASCIDO EM : São Paulo PROFISSÃO : Músico ESPORTE : Futebol MAIOR REALIZAÇÃO : Ainda está por vir UM HOBBY : Cinema e assistir séries UMA MÚSICA : Mr Crowley PRETENÇÕES FUTURAS : Continuar vivendo da arte.
Roni: Você sempre foi apaixonado por música?  R - M.K: Sou apaixonado pela música desde criança, lembro que com 7 anos de idade eu ouvia o dia todo a trilha sonora do filme Star Wars. Gostava também de ouvir rádio o dia todo. Virei fã do Kiss com 8 anos de idade. Aos 10 anos comecei a brincar de tocar bateria em almofadas, ai não teve mais jeito, entrei com tudo no mundo da música. Fui bate…

Às mães de todos os jogadores e filhos do mundo, parabéns pelo seu dia!

Dona Maria Antonia, mais que uma mãe, talvez a mãe que hoje possui seu coração mais apaixonado e mais dividido, se não bastasse ser o dia das mães hoje é o dia que seu filho Jailsão da massa, como gostamos de chamá-lo, entrará em campo para dedicar, sem dúvidas, uma vitória à umas das pessoas mais importantes em sua vida. O que talvez não deixará dona Maria completa de felicidade, pois seu adversário será o time pelo qual torce e que nunca escondeu esta sua outra paixão.

Mães como tantas Maria”s” por aí que amam seus filhos e sabem respeitar e honrar suas histórias, mães que no dia de hoje tem como maior presente a lembrança dos seus filhos presentes ou em memórias. Dona Maria nunca irá abandonar seu filho esteja ele onde estiver, como um torcedor apaixonado não abandona seu time. Não há limites para o amor de uma mãe. A expressão “coração de mãe sempre cabe mais um” para ela também vale, mesmo que por segundos, por amor ao seu filho ela se torna mãe também dos mais de 16 milhões de pa…

Tabela Brasileirão


Carregando...
.